in

LoveLove OMGOMG NerdyNerdy Turn Down for WhatTurn Down for What

A verdade que nenhum cursinho de inglês quer que você saiba

Você já reparou que algumas pessoas aprendem inglês sem parecer fazer muito esforço? Parece que leem umas coisas na internet, escutam umas músicas e pronto, estão falando pelo menos o básico e entendendo muita coisa de inglês. Conhece alguém assim?

Ao mesmo tempo tem aqueles que fizeram 5 ou 6 anos de curso de inglês (pagando caro) e morrem de vergonha se tiverem que traduzir alguma coisa, quiçá falar com um gringo. A pessoa passou anos estudando para conseguir isso e não consegue. Mesmo tendo um certificado, que na frente de um estrangeiro não vale muito se não souber por em prática.

Por que isso acontece? No caso dos cursos de inglês, saiba que eles foram estruturados para manter você o máximo de tempo preso à instituição. O que eles ensinam em 5 anos pode ser aprendido em menos da metade do tempo e de forma aprofundada. Depois vão querer te prender em curso de conversação, preparação para prova de proficiência e por aí vai…

Reação do aluno que fez 4 anos de curso e não consegue levar um diálogo com um gringo.

E o que aconteceu com o primo, amigo ou conhecido que nem fez curso, mas fala, canta, escreve e etc em inglês? Eu vou te explicar. Você pode fazer o mesmo que ele, gastando bem pouco ou até nada além da internet.

Mudança de hábitos

A primeira verdade é que você pode estudar na melhor escola e ter o melhor professor, mas isso não é o suficiente para ser fluente. O brasileiro tem que perder o costume de estudar no dia anterior a prova. E sim, ser fluente vai depender da sua dedicação e não da escola.

Não feche a sua cabeça no pensamento de que uns tem facilidade e outros não porque isso não é impedimento para uma pessoa ser muito boa no inglês. Inclusive uma pessoa que não tem tanta facilidade com o aprendizado de línguas pode ser melhor do que alguém que tenha, quando o primeiro se dedica e o segundo não. Consegue perceber a profundidade do assunto?

Os estudos de qualquer área funcionam como a academia e o nosso corpo. Passar 5 horas na academia em 1 dia da semana não vai te dar muitos resultados bons. Agora, fazer 1 hora de exercícios em 5 dias por semana na academia você já consegue mudar o seu corpo.

4 chaves para SE TORNAR FLUENTE EM INGLÊS.

O seu conhecido que aprendeu sozinho seguiu esses 4 passos, mesmo sem perceber. Ele provavelmente se dedicou muito mais que as pessoas que saem do cursinho sem ser verdadeiramente bilíngues. Você também poderá segui-los. Em pouco tempo você observará mudanças na sua vida.

Passo 1 – Imersão no inglês

O inglês precisa fazer parte da sua vida. TODO DIA. Mesmo que você não pare para assistir aulas ou fazer atividades.

Para começar: altere o idioma de TODOS os seus dispositivos para o inglês: Celular, notebook, tablet.

Também altere o idioma dos programas do seu computador como Google Chrome (ou o navegador que você utiliza), Word, Excel, PowerPoint, Outlook, Skype, Zoom. Inclusive as suas redes sociais.

Outra coisa é: aproveitar os seus interesses, trabalho, estudos de rotina para aprender inglês também. Faça as suas pesquisas em inglês, no google, vídeos no youtube, leituras, podcasts.

Se você quer aprender sobre maquiagem, receitas, exercícios ou qualquer outra coisa de seu interesse, pesquise primeiramente em inglês. Você soluciona dois problemas de uma vez, aprende o que queria e insere o inglês no seu dia.

Eu sei que você pode não entender tudo de cara, se estiver iniciando vai sentir muita dificuldade. Entretanto, essas tentativas e esse esforço que vão te levar até a fluência. Esse contato com a língua inglesa vai fazer com que sua audição melhore, sua mente se acostume com as construções linguísticas.

Seja assunto profissional seja de entretenimento, aproveite o momento para aprender. Se você é iniciante, assista ao filme com legenda em português e quando estiver ficando fácil, mude a legenda para inglês. Lembra da comparação com a academia? No início é quando dói mais, quando você sai da inércia é quando os seus músculos mais vão doer, mas depois diminui, vai passando e por mais que sinta dor, não é mais como a do início. Seu processo de aprendizado será assim.

Música em inglês é a forma mais fácil de inserir o inglês no seu dia, mas é para escutar e tentar prestar atenção, tentar entender uma palavra ou outra. Se puder, leia até as letras das músicas. Os podcasts ajudam muito também. Se você é daqueles que gosta de ler ou quer ler mais, te indico a plataforma ‘Medium’. Essa plataforma te dá acesso a vários artigos e conteúdos bons.

A próxima ação para fazer essa imersão é seguir pessoas ou páginas estrangeiras nas suas redes sociais. Pode ser para ver memes, artistas, fofocas, conteúdo relacionado a sua profissão… O importante é ter contato todos os dias.

Passo 2 – A importância da prática

Conhece a frase “Ninguém nasce sabendo”? Pois é assim que você tem que pensar, uma criança não nasce sabendo falar, por exemplo. A criança escuta, repete e ERRA. É normal errar e ir acertando, se corrigindo e aprendendo. Você só vai melhorar suas habilidades se treinar.

Depois de seguir os primeiros passos e ter contato com a língua inglesa recebendo informações, é necessário também passar informações em inglês.  Chegou a sua hora de praticar. Você precisa tentar pensar e falar em inglês.

  • PENSAMENTO [Thinking] – Comece a forçar seu cérebro a pensar em inglês. No carro, no ônibus, no banho, no almoço, em qualquer lugar ou situação: Pense em inglês! Tente pensar como você falaria em determinada situação em inglês, olhe os objetos aos eu redor e tente lembrar os respectivos nomes em inglês também. É uma atividade simples e que você pode fazer o tempo todo.
  • FALA [Speaking] – Falar um pouco em inglês todos os dias vai fazer muita diferença no seu processo. Mesmo que você não saiba muita coisa, fale o que já aprendeu, repita o que está ouvindo, grave áudios em inglês ou até chame um amigo que também aprende para praticar com você. Para a prática eu indico o aplicativo TANDEM, nesse app você consegue conversar com nativos dispostos a te ajudar com a nova língua.

Sem prática você não terá resultados. Você precisa tentar para alguma hora conseguir. Você é capaz.

Passo 3 – Eficiência na memorização

Há algumas formas de acelerar a memorização das palavras. Quem é fluente conhece MUITAS palavras em inglês, mas em algum momento elas tiveram que aprender. Esse aprendizado pode ter sido por analogia, por meio de uma imagem ou até pelo contexto em que a palavra está inserida.

Com você não será diferente. Há algumas ferramentas que irão te ajudar e não é o Google tradutor. Sinceramente, a tradução deveria ser a sua última tentativa para entender uma palavra, pois na maioria das vezes você vai conseguir se virar sem ela. Como?

É bom que você treine o seu cérebro a associar as palavras em inglês ao que elas de fato significam, e não as associar às suas respectivas traduções no português. Quando uma criança pergunta “o que é uma cafeteira?”, por exemplo, a pessoa que responderá terá duas opções: falar que é uma máquina que faz café ou mostrar uma foto. É assim que você vai fazer.

A gente falou anteriormente de pesquisar tudo em inglês e você fará isso. Quando não souber o significado de uma palavra, coloque a palavra + meaning no Google e você encontrará o seu significado em um dicionário. Você pode ir para as imagens também com a palavra + Image ou Picture. Dessa forma você encontra o significado sem precisar de tradução. Na verdade, você encontrará o sentido original da palavra. O bom de pesquisar no dicionário é que você já aprende sinônimos daquela palavra.

ANKI

Além disso, há um aplicativo excelente para te ajudar na memorização: o ANKI. Um aplicativo que usa o método SRS (repetição espaçada): é considerado um dos métodos mais eficazes para o aprendizado de vocabulário. Ele parte do princípio de que uma informação deve ser revisada regularmente para que fique ancorada permanentemente em nossa memória.

Uma explicação básica sobre como funciona: cada palavra desconhecida representa uma carta (como naqueles jogos de cartas onde na frente há a pergunta e atrás há a resposta). Na frente do card está a palavra nova, e atrás, o significado + a imagem que representa a palavra. Todos os dias você adicionará palavras novas no Anki, e essas cartas se acumularão e formarão um deck (um baralho). Nesse caso, sua tarefa é apenas transportar pro Anki as palavras novas que você conheceu e começar a praticar nos dias seguintes.

Passo 4 – Dicas importantes

Lembre-se: você precisa colocar essas coisas em prática. Posso te dizer que de início é mais trabalhoso, mas uma hora esses passos vão entrando no modo automático. Você vai fazer e aprender sem perceber. Tenha paciência, confie e pratique.

Para não desistir no meio do caminho, pense nos benefícios que você pode ter depois que já estiver falando em inglês: entender um filme inteiro sem legenda, conversar com um nativo, viajar sem depender de outras pessoas, conseguir um emprego melhor ou ser promovido, entre outros objetivos.

Outra dica é: vença o medo. É comum termos medo de coisas novas, mas acredite que o inglês só vai mudar sua vida para melhor. O medo de não conseguir pode te travar, mas você consegue, é só praticar todos os dias, mesmo que por pouco tempo. Não pare, mesmo que em um dia você não consiga estudar. Não desanime, você tem muitos dias e muitas oportunidades pela frente.

Não tenha medo do erro. Algumas pessoas podem rir porque você errou uma pequena coisa, mas o seu inglês está em construção. Inclusive você pode responder isso a pessoa que rir de você. É melhor errar e aprender a nem tentar. Pense nos gringos que falam português com as concordâncias erradas, eles estão tentando. Pode parecer engraçado, mas é uma forma de tentar e se comunicar.

You got a friend in me

Como falado anteriormente, você pode fazer o melhor curso, todavia você terá que seguir esses passos ou vai sair do curso falando o mínimo do mínimo. Sem ser capaz de ficar 5 minutos conversando com um nativo. Prática + Esforço = Fluência. O tempo pode variar, mas essa combinação chegará à fluência.

Depois de saber disso tudo e começar a praticar você vai perceber que não precisa pagar 500 ou 1000 reais em um material, você não precisa de uma caneta tecnológica e nem sair de casa ou fazer intercâmbio para se tornar fluente.

Nós, do Clube de Inglês, estaremos sempre aqui pra potencializar o seu aprendizado e te orientar nessa caminhada. Você não precisa passar pelas dificuldades que eu e o professor Mathews passamos. Mathews aprendeu sozinho, aos poucos ele foi seguindo esses passos, mas sem orientações e por isso levou anos e anos para ser fluente. A gente já está aqui para mostrar o caminho certo para que você não fique perdido e encurte esse trajeto.

Se você quer seguir nessa caminhada aprendendo sem enganação e com eficiência, conheça a minha plataforma e me acompanhe nas redes sociais! Abaixo deixo um vídeo para que você possa estudar ainda mais sobre o assunto.

Bons estudos!

Written by Thaís Rodrigues

Thaís é formada em Letras pelo Instituto Federal Fluminense (2019), pós-graduanda em Retórica e Oratória em Língua Portuguesa e redatora do Clube de Inglês com Mathews Lins.

Comments

Leave a Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Loading…

0

Lista de frutas em inglês

Como começar uma conversa em inglês: dicas